sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Livro: Persuasão



SINOPSE


    Anne Elliot se apaixona pelo jovem oficial da marinha Frederick Wentworth. A família da moça é contra a união de ambos pela condição financeira/social do rapaz ser bastante inferior à da família Elliot. Então, Anne é persuadida pela amiga e vizinha Lady Russell e pelos familiares a romper o relacionamento. Alguns anos depois, ambos se reencontram, mas as coisas não são mais como antes.


INFORMAÇÕES TÉCNICAS

Autora: Jane Austen
Editora: Martin Claret
Páginas: 161


RESENHA


    Não é à toa que Jane Austen é considerada a grande dama da literatura inglesa. Seu talento está impresso em cada linha, quando descreve com presteza as personalidades dos personagens. Fico impressionada com a capacidade que Jane tinha de escrever como se estivesse nos contando tudo aquilo pessoalmente. Quando percebemos, lemos páginas inteiras de prosa sem perceber, fato que seria cansativo demais em qualquer obra comum, mas não é nas de Jane. Quando termino um livro dela, tenho a impressão de que estive com uma amiga que me contou toda aquela trama, como se eu fosse íntima da autora e de cada personagem. É algo que só quem lê pode entender. 
Embora seja escrita em terceira pessoa, parece que estamos lendo o diário da protagonista, Anne. Por falar nela, Anne não é a personagem mais forte de Jane (para mim é Elizabeth Bennet de Orgulho e Preconceito), mas ela também é admirável, principalmente, por não ter medo de reconhecer suas falhas. Anne é uma mulher sincera. Embora tenha sido persuadida por outras pessoas (ainda que com “boas intenções”) a cometer um erro, teve caráter suficiente para reconhecer e se arrepender. Gosto de personagens que aprendem a lição.       Outro fato que muito me agrada na obra é o momento em que notamos que Anne amadureceu e conseguiu vencer sua falta de coragem, tornando-se mais independente e forte. 
    Quem lê a obra de forma desatenta, pode imaginar que se trata apenas de um romance água com açúcar, mas se prestar atenção em cada detalhe, vai perceber que naquelas linhas estão sendo revelados podres e preconceitos da sociedade da época, muitos deles ainda presentes nos dias atuais, bem como, diversos conflitos humanos com os quais nos deparamos todos os dias. 
    Eu fiz o caminho inverso e assisti à série antes de ler a obra. Foi uma experiência muito boa, pois o livro elucidou pontos que a série deixou duvidosos para mim. 

    A versão que li foi da editora Martin Claret, um livro 3 em 1, com três obras de Jane Austen. A edição disponibilizou em primeira mão, além do final publicado originalmente, o final alternativo descartado pela autora. Gostei muito da tradução, embora a letra seja bem pequena. Nota 9,5.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou dessa postagem? Seus comentários são bem-vindos!

Web Analytics